Postagens populares

15 de setembro de 2011

Luzes no céu dos EUA deixam moradores assustados.

O blog Evoluindo Sempre postou hoje um vídeo sobre um meteoro no EUA, veja aqui, e por acaso no site do G1 também a relatos de avistamento de bolas de fogo cruzando o céu, veja aqui.

Como sempre, a mídia da massa expõe uma quantidade de informações pouco satisfatórias. E mesmo o objeto sendo filmado, apenas aparece uma foto mal acabada.

Outra coisa interessante é que a mídia tradicional vem nos bombardeando com informações sobre dois sóis.
A algum tempo atras, foi noticiado que poderíamos observar dois sóis em 2012, não por causa de Nibiru, mas sim por uma explosão de uma supernova. Segue abaixo a matéria:


A Terra poderá ter dois sóis em 2012


Nosso planeta poderá receber um segundo sol, pelo menos temporariamente.

Dr. Brad Carter, conferente sênior de Física da Universidade de Southern Queensland, delineou o cenário. Betelgeuse, uma das estrelas mais brilhantes do céu noturno, está perdendo massa, indicando que ela está entrando em colapso. Poderia ficar sem combustível e se tornar uma supernova a qualquer momento.

Quando isso acontecer, por pelo menos algumas semanas, nós veríamos umsegundo sol, diz Carter. Também pode não haver nenhuma noite durante esse período.

O cenário de Star Wars poderia acontecer em 2012, disse Carter... ou pode levar mais tempo. A explosão também poderia causar uma estrela de nêutrons ou resultarna formação de um buraco negro a 1300 anos-luz da Terra.

Mas aqueles que falam sobre o apocalipse devem ter cuidado com esta especulação. Se a estrela realmente se tornar uma supernova, a Terra será regada com partículas inofensivas, de acordo com Carter. "Elas vão transbordar através da Terra e, estranhamente o suficiente, mesmo que a supernova que vemos visualmente ilumine o céu da noite, 99 por cento da energia na supernova será liberada nestas partículas que virão através de nossos corpos e através da Terra com absolutamente dano nenhum".
Fonte: Aqui.  E aqui, a fonte da fonte(interessante não?)



Agora vejam só, a nossa querida NASA acha um planeta rodeado por dois sois.
Lembram de como eles nos habituam a receber coisas novas, por meio da repetição.



Nasa acha planeta ao redor de dois sóis como no filme "Guerra nas Estrelas"

Um planeta descoberto pela missão Kepler, da agência espacial norte-americana (Nasa), gira ao redor de dois 'sóis', assim como Tatooine, o mundo imaginário que serve de cenário para muitas passagens da série "Guerra nas Estrelas". A descoberta foi descrita na edição desta semana da revista "Science".
O par de estrelas está a 200 anos-luz de distância da Terra. O planeta que as orbita se chama Kepler 16b. Trata-se de um lugar frio e gasoso, muito diferente da versão cinematográfica. As condições extremas do planeta impedem o desenvolvimento da vida, segundo os astrônomos.
Segundo o artigo, o planeta tem um terço da massa de Júpiter. O raio de Kepler 16b é cerca de um quarto menor do que o do maior planeta do Sistema Solar. Com esse tamanho e massa, a versão "real" de Tatooine teria um formato parecido com o de Saturno.
Ilustração mostra como seria o planeta Kepler 16b, com dois sóis ao fundo. (Foto: David A. Aguilar / Centro de Astronomia Harvard-Smithsonian)Ilustração mostra como seria o planeta Kepler 16b, com dois sóis ao fundo. (Foto: David A. Aguilar / Centro de Astronomia Harvard-Smithsonian)
O astro está a 104,6 milhões de quilômetros e completa uma volta ao redor do par de estrelas a cada 229 dias. As estrelas são menores que o Sol, o que deixa a temperatura de Kepler 16b entre -101 e -73 graus Celsius.
A descoberta do planeta aconteceu quando o astro ficou entre as estrelas e os observadores na Terra - fenômeno que faz a luz das estrelas ser ofuscada. A detecção foi complicada pois as estrelas também se movimetavam e ficavam uma à frente da outra, como se estivessem gerando "eclipses" contínuos.
As estrelas giram uma ao redor da outra a cada 41 dias e estão afastadas por "apenas" 33,8 milhões de quilômetros.
A missão Kepler foi lançada em 2010 com o objetivo de detectar planetas fora do Sistema Solar - principalmente mundos que possam reunir condições para o desenvolvimento da vida. Até agora, o projeto já chegou a detectar até sistemas planetários inteiros, além de centenas de "candidatos" a planetas.
Tatooine é um dos mundos que abriga as ações da série 'Guerra nas Estrelas'. (Foto: Divulgação)Tatooine é um dos mundos onde acontecem as ações da série 'Guerra nas Estrelas'. (Foto: Divulgação)
 Fonte: G1.


Nenhum comentário:

Postar um comentário