Postagens populares

27 de maio de 2013

Degelo assusta Russos.

Fonte: Aqui.


O ministro dos Recursos Naturais e da Ecologia russo, Serguei Donskoi, ordenou “o desenvolvimento em três dias de um plano de evacuação da estação polar científica Severny Polious 40", onde trabalham atualmente 16 pessoas, segundo um comunicado oficial.

A decisão está relacionada com “o desenvolvimento anormal dos processos naturais na bacia do Ártico, que resultou na destruição dos glaciares em redor da estação”, indica-se na mesma nota informativa.

“O gelo está a rachar-se. Fissuras estão aparecer nos bancos de gelo”, afirmou um porta-voz do ministério em declarações à agência noticiosa francesa AFP.
Este fenómeno “não só ameaça a continuação das atividades da estação e a vida dos funcionários, mas também o ambiente desta zona, localizada não muito longe da zona económica do Canadá”, acrescentou o ministério no comunicado.

A eventual utilização de um navio quebra-gelos para deslocar a estação científica para a Terra do Norte, um arquipélago russo no oceano Ártico, é uma das hipóteses em consideração, explicou ainda o ministério russo.

A Severny Polious 40, a quadragésima estação russa instalada naquela região desde o início da conquista do Ártico pela antiga União Soviética em 1937, foi inaugurada em outubro de 2012 para monitorar o ambiente do oceano Ártico e realizar observações meteorológicas, entre outras tarefas.

No início deste mês, em Genebra, a Organização Meteorológica Mundial (OMM), uma agência especializada da ONU, alertou no seu relatório anual relativo a 2012, para “o degelo recorde dos glaciares do Ártico entre agosto e setembro”. O último recorde tinha sido verificado em 2007.

No ano seguinte, a Rússia foi obrigada a retirar todos os trabalhadores da estação polar Severny Polious 35, que estava a deriva em cima de um glaciar com uma superfície de 300 metros de largura e 400 metros de comprimento. No início da atividade desta estação, a superfície total do banco de gelo era de 15 quilómetros quadrados, segundo dados divulgados pela agência russa Ria Novosti.

No mesmo relatório, a OMM confirmou ainda que o ano de 2012 foi um dos 10 anos mais quentes desde que existem registos. Os registos remontam até 1850.
SCA // APN

15 de maio de 2013

Abalará a Fé Cristã????



Bíblia com mais de 1500 anos é descoberta e preocupa Vaticano



Fonte: Aqui.

As páginas do livro, do século V ou VI, são de couro tratado e estão escritas em um dialeto do aramaico, língua falada por Jesus. Suas páginas hoje estão negras, por causa da 
ação do tempo, mas as letras douradas ainda possibilitam sua leitura.

As autoridades turcas acreditam que se trata de uma versão autêntica do Evangelho de Barnabé, um discípulo de Jesus que ficou conhecido por suas viagens com o apóstolo Paulo, descritas no Livro de Atos.

Autoridades religiosas de Teerã insistem que o texto prova que Jesus nunca foi crucificado, não era o Filho de Deus, mas um profeta, e chama Paulo de “Enganador.” O livro também diz que Jesus ascendeu vivo ao céu, sem ter sido crucificado, e que Judas Iscariotes teria sido crucificado em seu lugar. Falaria ainda sobre o anúncio feito por Jesus da vinda do profeta Maomé, que fundaria o Islamismo 700 anos depois de Cristo. O texto prevê ainda a vinda do último messias islâmico, que ainda não aconteceu.

A foto divulgada da capa mostra apenas inscrições em aramaico e o desenho de uma cruz. A Internacional News Agency, diz que a inscrição na fotografia pode ser facilmente lida por um assírio. Os assírios viviam na região que compreende hoje o território do Iraque, o nordeste da Síria, o noroeste do Irã, e o sudeste da Turquia.

A tradução da inscrição inferior, que é o mais visível diz: “Em nome de nosso Senhor, este livro está escrito nas mãos dos monges do mosteiro de alta em Nínive, no ano 1.500 do nosso Senhor”.

O Vaticano teria demonstrado preocupação com a descoberta do livro, e pediu às autoridades turcas que permitissem aos especialistas da Igreja Católica avaliar o livro e seu conteúdo, em especial o “Evangelho de Barnabé”, que descreveria Jesus de maneira semelhante à pregada pelo islã.

O relatório da Basij Press, que divulgou o material para a imprensa, sugere que a descoberta é tão importante que poderá abalar a política mundial. “A descoberta da Bíblia de Barnabé original irá minar a Igreja Cristã e sua autoridade e vai revolucionar a religião no mundo. O fato mais significativo, porém, é que esta Bíblia previu a vinda do profeta Maomé, mostrando a verdade da religião do Islã”.

A Basij afirma que o capítulo 41 do Evangelho diz: “Deus disfarçou-se de Arcanjo Miguel e mandou (Adão e Eva) embora do céu, (e) quando Adão se virou, ele notou que na parte superior da porta de entrada do céu, estava escrito La elah ELA Allah, Mohamadrasool Allah”, significando “Alá é o único Deus e Maomé o seu profeta”.


11 de maio de 2013

ETs entre nós!!!!



Paul Hellyer afirmou reconhecer ao menos quatro espécies de seres extraterrestres que habitariam o planeta


“Há ETs vivos na Terra neste momento, e pelo menos dois deles provavelmente trabalham com o governo dos Estados Unidos.” A declaração do ex-ministro da Defesa do Canadá Paul Hellyer, 89 anos, foi feita durante uma audiência pública sobre a existência de vida extraterrestre realizada em Washington, D.C. Diversos ex-senadores e membros da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos ouviram depoimentos de especialistas e testemunhas entre os dias 29 de abril e 3 de maio.
Paul Hellyer é um conhecido defensor da existência de extraterrestres. Em 2005, ele declarou abertamente que acredita em UFOs (objetos voadores não identificados), o que gerou grande repercussão no Canadá. Como ministro da Defesa Nacional canadense, em 1963, Hellyer foi responsável pela controversa integração entre o Comando Marítimo das Forças (Marinha), o Comando das Forças Terrestres Canadenses (Exército) e a Força Aérea Real do Canadá (Aeronáutica) em uma única organização: as Forças Armadas Canadenses. 


Hellyer é o mais antigo membro do Conselho Privado da Rainha para o Canadá - que funciona como uma espécie de gabinete ministerial na monarquia constitucional do país. Ele afirma que passou a acreditar em óvnis quando teve uma experiência com sua mulher e amigos durante uma noite. Apesar de não ter levado muito em consideração quando viu o UFO, segundo seu relato, ele disse que manteve a cabeça aberta e passou a tratar o assunto - pelo qual se interessou há cerca de 10 anos - com seriedade.

“UFOs são tão reais quanto os aviões que voam sobre as nossas cabeças", afirmou o político canadense no segundo dia de audiência. Ele fez parte de um grupo de 40 pesquisadores internacionais e testemunhas - entre militares e cientistas - que testemunharam suas experiências extraterrestres diante de seis ex-membros do Congresso americano na audiência pública não governamental encerrada na semana passada.

O ex-ministro da Defesa canadense afirmou ainda que investigações apontaram a existência de "pelo menos quatro espécies (extraterrestres) que têm visitado a Terra há milhares de anos" - com o que ele concorda. Houve também declarações sobre como diversos presidentes dos Estados Unidos demonstraram grande interesse sobre óvnis e, em alguns casos, tentaram sem sucesso obter informações específicas sobre a veracidade de casos extraterrestres.

9 de maio de 2013

Trabalho!!

Em outro post já havia falado sobre o problema do trabalho e como o sistema desintegra o trabalhador que na verdade vira escravo de um ciclo vicioso.
Link de um post anterior sobre o tema: Você gosta de seu emprego?

Abaixo segue uma  pesquisa feita por um indiano, e publicado no site da Uol( link aqui), veja o que ele descobriu.



72% das pessoas não gostam do seu trabalho, aponta pesquisa




O consultor indiano e professor da universidade americana Harvard Raj Sisodia disse nesta quarta (8), em palestra durante evento em São Paulo, que pesquisa da Gallup no mundo mostra que 72% das pessoas não gostam do próprio trabalho. Desse total, 18% estão "ativamente desengajadas", destacou o professor, e têm interesse em prejudicar a própria empresa em que trabalham.

Segundo a pesquisa apresentada durante a palestra, essa taxa de "completamente desengajados" varia de 18% a 20% - equivalente a uma em cada cinco pessoas.

"As pessoas precisam trabalhar num lugar que gostem. Pesquisas mostram que a maioria dos ataques cardíacos acontece na manhã de segunda-feira. Isso é um sinal de que há algo errado", disse Sisodia, precursor do chamado "Capitalismo Consciente".

Aqueles considerados engajados variam dentro de uma taxa de 28% a 30% - nos últimos cinco anos, o índice não passa de 30%.


Veja que até a taxa de ataques cardíacos está relacionada com a volta ao trabalho na segunda-feira.
Trabalhar é necessário, mas a que ponto nós chegamos? 

7 de maio de 2013

Israel ataca a Síria.

Fonte: Aqui


Luzes no céu sobre Damasco. Outro raide israelita – “ousado”, é claro, nas palavras dos apoiantes de Israel, e o segundo em dois dias – contra os arsenais e instalações militares de Bashar al-Assad. A história já parece familiar: os israelitas queriam evitar que um carregamento de mísseis iranianos Fateh-110 chegasse às mãos do Hezbollah no Líbano; essa carga estaria a ser enviada pelo governo sírio. Pelo menos, segundo uma “fonte da espionagem ocidental”. Anónima, evidentemente. E abrindo a velha questão: por que motivo, no momento em que o regime sírio luta pela vida, iria enviar mísseis modernos para fora da Síria?
Mas os próprios sírios confirmaram oficialmente que os israelitas atingiram instalações militares. E não pela primeira vez durante a rebelião. O Fateh-110 – a nova versão, pelo menos – tem um alcance de talvez 250 km. E podia realmente atingir Tel Aviv a partir do Sul do Líbano. Se o Hezbollah de facto adquiriu algum. Mas por que os sírios os enviariam, como afirmaram também fontes dos EUA na noite passada, quando os próprios americanos disseram em dezembro que os sírios tinham usado os mesmos mísseis terra-terra contra as forças rebeldes na Síria?
Por outras palavras, o regime sírio estaria preparado para dispensar os seus foguetes para o Líbano quando já os estava a usar na brutal guerra na Síria... Agora há outras perguntas a fazer. Se a força aérea síria pode usar os seus MiGs de forma tão devastadora – e com tantos custos civis – contra os seus inimigos no interior da Síria, por que não teriam podido enviá-los para proteger Damasco e atacar os aviões israelitas? Não é suposto que a força aérea síria proteja o país de Israel? Ou os MiGs simplesmente não têm condições técnicas de enfrentar o equipamento avançado israelita (americano)? Ou isso seria ir demasiado longe?
Muito mais importante, contudo, é o facto de Israel estar a intervir na guerra síria. Pode dizer que o seu alvo eram apenas as armas destinadas ao Hezbollah – mas estas armas também estão a ser usadas contra as forças rebeldes sírias. Ao reduzir o arsenal destas armas, está desta forma a ajudar os rebeldes a derrubar Bashar al-Assad. E como Israel se considera uma nação ocidental – o melhor amigo e melhor aliado militar dos EUA no Médio Oriente, etc., etc – isto significa que “nós” estamos mais uma vez envolvidos na guerra, diretamente e em ações aéreas.
Vamos ver se os EUA e a UE condenam os ataques aéreos israelitas. Duvido. O que significaria, se ficarmos silenciosos, que os aprovamos. Silêncio, para citar Sir Thomas More, significa consentimento.
Assim, os iranianos e o Hezbollah são acusados de intervir na Síria – o que é verdade, apesar de essa intervenção não ter a extensão que nos querem fazer crer – e o Qatar e a Arábia Saudita canalizam armas para os rebeldes – verdade, mas não são suficientes, como vos dirão os rebeldes sírios – e os israelitas também entraram. Agora estamos militarmente envolvidos.
Robert Fisk escreve para o Independent. Esta coluna foi rebuplicada pelo Counterpunch e traduzida por Luis Leiria para o Esquerda.net.


3 de maio de 2013

O TDAH (transtorno de déficit de atenção) existe?


Fonte: Aqui

Pequei esse texto emprestado do Blog da nossa amiga Laura Botelho, acredito em tudo que foi escrito abaixo e sei que não podemos deixar que nossos filhos sejam "educados" desse modo.

Um estudo de pesquisadores da Universidade Ruhr de Bochum chegou à conclusão de que psiquiatras do mundo todo diagnosticam o "TDAH" erroneamente.

Chamam de “transtorno” todo comportamento natural das crianças que não podem ficar paradas, pois estão tão cheias de vida e desejam desfrutar tudo que podem em poucos minutos.


Pular, correr, gritar, dançar, agarrar, se balançar, empurrar, admirar, mexer, fuxicar, desmontar, estragar, rabiscar - tudo faz parte do aprendizado e não será você explicando como “funciona” a coisa que ele ficará satisfeito.

Através do rótulo “TDAH” a Novartis fatura 464 milhões de dólares com o comprimido, que torna o jovem “sociável e quieto” garantindo que a criança esteja privada de uma experiência essencial de aprender a agir autonomamente e enfaticamente reduzindo consideravelmente sua liberdade prejudicando o desenvolvimento da sua personalidade.

Com isso lhes é subtraída uma importante experiência de aprendizado para atuação com responsabilidade própria e respeito alheio. Uma liberdade “controlada” quimicamente é uma agressão à liberdade e personalidade do ser humano, pois compostos químicos causam certas mudanças comportamentais que violam a expressão natural do seu pensamento, inibindo a manifestação da emoção singular que jamais poderá ser transmitida com honestidade.

Muitos tiveram o privilégio de nascer em uma casa, com quintal nos fundos, uma rua calma onde “pega ladrão” até às 10h da noite era apenas uma brincadeira divertida e não um fardo dramático e social de hoje. Correr, pular e se sujar não são expressões bem vistas nesse mundo “civilizado” e concretado.

Estamos formando robozinhos alinhados a temática adulta. Estamos pulando etapas necessárias para suportar o “envelhecer”.  

Diante da falta de argumentos “conscientes” para lidar com essa “vida abundante pulsa”, muitos conduzem o “guerrilheiro extremista” a um consultório medico para que seja tomada as medidas necessárias para “frear, acalmar” a fera: Enfiam Ritalin na criança.

Os meninos são mais frequentemente afetados por pseudo diagnóstico de TDAH do que as meninas para a avaliação dos dados obtidos por pesquisadores. 

"O protótipo” de TDAH é do sexo masculino, mostrando sintomas de agitação, falta de concentração, ou impulsividade e agressividade. Você conhece um?

Os meninos caem com mais frequência na armadilha, pois são eles que detém mais testosterona em seus corpos e precisam dela para movimentar suas experiências cotidianas. Não se trata de temperamento difícil ou de “herança genética”, mas de hormônios naturais e essenciais relativos a necessidades primordiais dos homens!!

Zilhões de jovens em todo o mundo tomam a ritalina há décadas diagnosticado supostamente de TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade), uma nova fonte de renda da rede mundial da indústria médica e farmacêutica.

Leon Eisenberg um psiquiatra norte-americano, internacionalmente famoso nos anos 60, administrou em varias crianças medicamentos diversos que as fizessem “acalma-las” para que fossem facilmente conduzidas – programadas para a vida doméstica. 

Que se tornassem “dóceis” para que pudessem ser “pastoradas” vida a dentro.

Eisenberg, o médico de 89 anos, o inventor da TDAH, várias vezes condecorado neurologista norte-americano declarou consternado no fim da sua vida em 2009, nos revelando o objetivo de tal procedimento:

A pré-disposição genética para TDAH é completamente superestimada”. “TDAH é um exemplo marcante de uma doença fabricada!”

A Ritalina contém metinfenidato e atua nos neurotransmissores cerebrais, exatamente onde a concentração e os movimentos são controlados. Um psicofármaco que faz parte do grupo dos anestésicos, assim como a cocaína e a morfina. Os efeitos colaterais da Ritalina vão desde a falta de apetite e insônia, desde estados de medo, tensão e pânico até crescimento reduzido.

Um processo que mina dia após dia a vivacidade do ser humano, de como ele aprende experimentando e criando sua própria vida para obedecer cegamente a influencias externas do mundo moderno controlado por gente que não deseja que seu filho te mostre o que você não quer ver.

 “Nossos sistemas estão se tornando desagradáveis aos jovens”, afirma também o professor para pesquisa de abastecimento farmacêutico da Universidade de Bremen, Gerd Glaeske.

Jovens tentam ultrapassar os limites, isso chama a atenção em nosso sistema.

 “Quando alguém diz que os jovens atrapalham, também devemos conversar sobre aqueles que se sentem incomodados”, declarou o professor.

laura botelho

1 de maio de 2013

Se o dinheiro não importasse.

Pare agora e veja este vídeo, preste muita atenção.



Agora responda a seguinte pergunta:

O que você realmente gostaria de fazer em sua vida?